sexta-feira, 31 de julho de 2009

Pensamento Refletido


Sorria.
Recria.
Sem rodeio
Nem freio.
Nem galanteio.
Visita.
Fita.
Petisca.
Faz a linha...
Costura o meu
Descobre o seu...
Une.
Revira.
Mobiliza.
Reorganiza...
Por favor...
Sem dor.
Com cor.
Com Amor.
Achou meu recado?
Senta do lado...
Faz um bordado...
Será que fabrico?
Tá tão bonito...
Eu quero!
Eu espero...
Espere!
Faço diferente,
Daqui pra frente.
Só pra...Mim.
Só pra...ver.
Pra saber,
Entender...
É... dá não.
Depois te conto então.
Liga não,
O silêncio ás vezes é o melhor companheiro.

3 comentários:

Aline Fanju disse...

q bom q voltou, pqna!
gostei bem!
besos

ephy disse...

Adiantaria, se eu sorrise?
Adiantaria, se eu freiasse?
Adiantaria, se eu visitasse?
Adiantaria, seu eu costurasse?
Não!
Nada adiantaria, quando se petisca, une, mobiliza, revira e reorganiza!
E, por favor: sem dor, sem cor e sem amor!
Não!
O silêncio não é o melhor companheiro, quando se tem um cão!

Ephy

ephy disse...

O CANTO E A ROTINA

Acordei hoje com um canto de alguém por perto.
Era uma voz que acariciava a manhã.
Um cantar sem pretensão e para ninguém.
Apenas a voz sem compromisso de agradar.

Como é bom acordar assim
Sob o cantar de quem não tá nem aí!
Apenas as notas soltas a acalantar
A brisa suave de um dia de agosto.

A voz pára, e o mundo acorda!
Buzinas, sirenes: o som das ruas.
Ainda tento mante-la na lembrança,
Mas a cidade engoliu a doce manhã.

Levanto-me, pego a rotina e fecho a porta.
No bar, peço uma média e um pão com manteiga.
Tudo e todos estão apressados e automatizados.
Ninguém fala, ninguém canta, ninguém ouve!

Ephy