domingo, 25 de maio de 2008

DESENCONTROS

Quando ela o viu a primeira vez, se apaixonou
Diante dele nada falou
Estremeceu, empalideceu
Enquanto isso o mundo girou, girou
E ela o esperou
Por várias noites seus olhos se alimentaram
E suas bocas, nada pronunciaram
Um dia, suas unhas o atacaram
E eles felizes, enfim, se juntaram
Até tudo virar pó
E tudo aquilo ser menor
Hoje, ela espera algo maior
e ele depende do inóspito pior

Um comentário:

EricaFF_ disse...

Noooooossa!
que profundo isso..mas adorei

"Por várias noites seus olhos se alimentaram E suas bocas, nada pronunciaram"

peeeeeeeerfeito, perfeito!

Estou adorando os textos, Thatha!
parabéns!

"tamojunto"

beeeijos